Couro cabeludo descamando: veja aqui o que pode ser!

3 minutos para ler

Um couro cabeludo descamando é um incômodo e tanto. Aliás, é muito desconfortável quando outra pessoa repara que você está com escamas brancas nos cabelos ou caídas nas roupas. No entanto, você sabe quais são as causas desse problema?

Primeiramente, é preciso destacar que o crescimento de procedimentos estéticos realizados nos cabelos, desordens hormonais e até emocionais contribuem diretamente para o aumento no número de pessoas que têm problemas com a caspa.

Neste artigo, vou mostrar as principais patologias que fazem o couro cabeludo descamar. Continue a leitura para descobrir quais são elas e o que fazer para resolver esse problema. Vamos lá?

Caspa

Também conhecida como dermatite seborreica, a caspa é uma doença crônica que provoca coceira, vermelhidão e descamação no couro cabeludo. Ela acontece devido à produção excessiva de oleosidade, que cria um ambiente propício para o crescimento de fungos, como a Malassezia sp. e o Pityrosporum ovale.

Banhos quentes, clima úmido, estresse, alterações hormonais, alimentação gordurosa, consumo de bebidas alcoólicas e tabagismo são fatores que agravam o caso. Além disso, quem faz escova progressiva nos cabelos também tem mais chances de sofrer com a caspa, visto que o desprendimento de escamas é uma reação do organismo para renovar o couro cabeludo após o excesso de calor e química durante o procedimento.  

Psoríase

Doença comum que atinge cerca de 1% da população mundial, a psoríase apresenta, como sintomas, placas vermelhas e que descamam pelo corpo, especialmente nos joelhos, cotovelos, dorso e também no couro cabeludo.

Apesar de os sintomas serem parecidos com a dermatite seborreica, quem sofre com a psoríase tem manifestações muito mais intensas. Por exemplo, as placas são maiores, mais grossas, podem rachar, sangrar e até causar queda de cabelo na região. Como consequência da gravidade, a psoríase é mais difícil de tratar.

Ressecamento excessivo

O couro cabeludo descamando também pode ser sinal de ressecamento excessivo da região, principalmente se essas escamas forem pequenas. Na grande maioria das vezes, esse problema é reversível e acontece em pessoas que têm a pele seca.

Todavia, fatores externos e hábitos inadequados, como o uso excessivo do secador de cabelo e o costume de tomar banho quente e lavar o cabelo várias vezes ao dia, também podem ressecar o couro cabeludo. O uso de shampoo anticaspa pode piorar o quadro, uma vez que ele remove o pouco de oleosidade produzida pelas glândulas sebáceas.

Por isso, procure um dermatologista antes de tentar qualquer solução por conta própria. Com a ajuda de um especialista, é possível fazer o diagnóstico correto do seu caso e aplicar o melhor tratamento, que varia conforme a doença, a gravidade e a extensão das lesões. Dessa forma, você pode ter certeza de que os melhores resultados para a sua saúde capilar serão atingidos.

Ao longo deste artigo, você pôde conferir que um couro cabeludo descamando é consequência de diferentes doenças. Se você está vivendo essa situação, procure um dermatologista para descobrir qual é a causa e identificar o tratamento indicado.

Agora, entre em contato comigo e coloque um ponto final nas escamas que se soltam da sua cabeça! Aproveite!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This