cronograma capilar como fazer cronograma capilar como fazer

Cronograma capilar: como fazer e por que variar o tratamento?

4 minutos para ler

Os fios estão sujeitos a perder nutrientes e hidratação com a aplicação de químicas, lavagens, contato com vento e sol, uso de chapinha e secador. Tudo isso faz com que eles se danifiquem e percam sua vitalidade. Para recuperá-los, importante saber como fazer o cronograma capilar e incluí-lo em sua rotina de cuidados com as madeixas.

Veja bem, essa é uma técnica que deve ser adaptada para cada pessoa, afinal, cada cabelo tem necessidades totalmente diferentes. Ela é constituída em algumas etapas de cuidados a cada lavagem para repor determinados nutrientes. Uma vez que você souber como fazê-la conseguirá deixar os fios livres de quebras, elasticidades, ressecamento etc.

Quer saber tudo o que você precisa para começar a montar seu cronograma capilar perfeito? Continue acompanhando a leitura para conferir nossas dicas!

Considere as necessidades dos seus fios

O primeiro passo para montar o seu cronograma é analisar todas as necessidades do seu cabelo. Comece pensando que tipos de química você usa (alisamentos, tintura ou descoloração); com que frequência utiliza chapinha, secador e babyliss; se lava o cabelo com água quente; entre outros costumes que possam danificar as madeixas.

Além disso, é de extrema importância que o seu cronograma capilar esteja de acordo com o tipo de fio. Cabelos lisos, ondulados, cacheados e crespos apresentam necessidades bem distintas para que fiquem maravilhosos. Por isso, não deixe de analisar esse detalhe para que os cuidados sejam adequados.

Teste o seu cabelo

Existem algumas maneiras de testar o seu cabelo para saber o que ele mais necessita. Uma das formas mais simples é esticar um fio quando seco e também quando molhado para saber se a elasticidade dele está muito grande.

Existe também o teste de porosidade, no qual você joga um fio dentro de um copo de água. Se o cabelo boiar ele precisa de hidratação. Caso fique no meio da água, sem afundar ou boiar, aposte mais em nutrição. Já se ele afundar totalmente pode ter certeza de que precisa de reconstrução.

Faça uma tabela

Após analisar bem seus fios, é hora de montar uma tabela intercalando cada tipo de cuidado: hidratação, nutrição e construção. Geralmente o primeiro é o que os fios mais exigem e o último o que mais deve-se ter cuidado para não exagerar.

O cabelo perde hidratação com muita facilidade, então, geralmente é feita semanalmente. A nutrição (reposição de oleosidade) é um meio-termo. Já a reconstrução, que também é essencial para manter os fios mais encorpados, pode deixar as madeixas duras se feita com frequência exagerada, o comum é aplicá-la 1 ou 2 meses ao mês.

Analise os resultados

Não basta apenas criar o seu cronograma capilar, você deve também analisar os resultados. Preste atenção em como o seu cabelo fica após cada etapa de cuidado, essa é a melhor maneira de saber se está no caminho certo.

Caso sinta o cabelo oleoso ou pesado após alguma das etapas, considere aplicá-la com menor frequência ou intensidade. Afinal, o certo é que seu cabelo fique mais bonito e brilhante após cada técnica.

Consulte um especialista

O especialista é o melhor pessoa para ajudar na montagem do seu cronograma capilar. Ele saberá qual tratamento é melhor para o seu cabelo a fim de que ele fique saudável e não corra riscos de ter excesso de nutrientes, desequilíbrios e problemas no couro cabeludo.

Saber como fazer cronograma capilar adequadamente é tão importante quanto escolher produtos de boa qualidade. Sem falar na necessidade de adaptar essa técnica conforme as necessidades dos fios mudarem. Dessa forma, ao cuidar das madeixas em casa, você terá um resultado incrível como desejado.

Gostou de conhecer mais sobre essa técnica? Aproveite para conferir os prós e contras do uso do secador de cabelo!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This