cuidados com a chapinha cuidados com a chapinha

Piastra (chapinha): 4 cuidados necessários para não estragar os cabelos

4 minutos para ler

Os cuidados com a chapinha, também chamada de piastra, são fundamentais para quem não quer estragar a constituição dos fios capilares. Afinal, o uso excessivo e incorreto do aparelho pode causar danos irreparáveis no cabelo.

Se você souber utilizar a chapinha corretamente, será possível ter cabelos bonitos e saudáveis. Quer conhecer quais são os principais cuidados com a chapinha? Fique por aqui e preste atenção nas informações!

1. Atente-se na hora de comprar a chapinha

Existem diversos modelos de chapinha (piastra) no mercado, com funcionalidades diferentes, modos de uso e orientações. A primeira dica é observar se o produto tem registro ANVISA.

O registro na ANVISA é a garantia de que o produto foi fabricado segundo as normas de agência e possui as especificações para ser usado como “chapinha de mechas” dentro da categoria de “cosmético”.

Após observar essa informação é interessante pesquisar sobre as funções desejáveis no aparelho tais como alisamento com ou seu cachos, tipo de voltagem, formas de proteção das mãos e das orelhas etc.

2. Passe o protetor térmico previamente

A piastra é um equipamento que transfere alta temperatura para os fios e podem danificá-los rapidamente, pois desnatura uma proteína chamada queratina que é responsável por manter as propriedades capilares de elasticidade e tensão.

Por isso, é fundamental usar protetor térmico previamente para evitar um dano maior nas fibras capilares. Este produto, quando aplicado na forma de creme, sérum ou spray, protege parcialmente os cabelos das altas temperaturas da chapinha. isso não significa que usando protetor térmico nós podemos utilizar a piastra com grande frequente indiscriminadamente ok?!

Portanto, para garantir um penteado bonito e não prejudicar demasiadamente os fios cabelos, principalmente nas mulheres que já depositam tintura ou naquelas com fios afro-étnicos, é fundamental proteger as madeixas antes da chapinha.

3. Não passe a chapinha com os cabelos molhados

Muitas pessoas usam a chapinha nos cabelo molhados ou úmidos para acelerar o processo, principalmente quando estão atrasadas. Porém, essa atitude pode agravar significativamente a estrutura capilar.

Caso seu cabelo esteja úmido e você o expõe a uma temperatura muito alta, a água vai evaporar muito rapidamente. Só que ela fica presa dentro do fio e o cabelo se transforma em um bubble hair. Isso mesmo! Uma bolha fica retira dentro do córtex, entre as proeteínas estruturais e isso deixa o fio fragilizado com tendência a quebra naquele local!

Nunca, em hipótese alguma, utilize a chapinha nos cabelos úmidos ou molhados ok?!

4. Mantenha as pontas sempre hidratadas

As pontas dos cabelos são uma das partes em que as pessoas mais usam a chapinha, por isso é recomendado uma atenção especial. Nesse sentido, a hidratação é uma das opções viáveis para não prejudicar demasiadamente os fios.

Nesse sentido, o uso de um hidratante para as pontas ou o cronograma capilar para as pessoas que utilizam frequentemente a chapinha é um comportamento essencial para manter as pontas saudáveis e bonitas.

É importante escolher produtos adequados ao tratamento desejado para evitar danos desnecessários ou o desenvolvimento de outros problemas tais como oleosidade excessiva, ressecamento, queda dos cabelos etc. Caso surjam dúvidas sobre qual produto adquirir e como utilizá-lo é interessante buscar orientações com especialistas capilares.

A chapinha deve ser utilizada em uma mecha de cabelo bem separada e penteada. não usar em cabelos embaraçados. Ao ser aquecido o fios toma um novo formato. Qaunto mais retilinio estiver os fios antes da aplicação, melhor.

A passagem deve ser lenta e cuidadosa, mas nunca permaneça com a chapinha parada nos fios. Isso vai queimar e desnaturar as proteinas dos cabelos e pode causar uma quebra na hora da aplicação. A frequência deve ser a menor possível. Não faça da chapinha uma rotina. Deixe para o fim de semana ou ocasiões especiais!

Ter cuidados com a chapinha e manter os fios nutridos é essencial!

Gostou do nosso texto? Então, não deixe de ler também sobre Afinamento capilar: saiba o que é e como tratar!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This