Entenda os benefícios da vitamina D para seus cabelos e sua saúde!

8 minutos para ler

A vitamina D é um hormônio esteroide lipossolúvel fundamental para o bom funcionamento do organismo. Ela regula a absorção de fósforo e cálcio, resultando no equilíbrio das funções cerebrais, no reforço do sistema cardiovascular e no fortalecimento dos ossos, dentes e músculos, além de fazer parte do grupo que inclui as melhores vitaminas para os cabelos.

A deficiência desse composto no corpo pode causar diversos problemas e doenças, como baixa imunidade, osteoporose, fraqueza nas unhas e cabelos, entre outros. Então, quer saber mais sobre esses benefícios da vitamina D? É só continuar lendo!

Os benefícios da vitamina D

Todos os nutrientes oferecem benefícios à saúde e ao bem-estar de um indivíduo, e com a vitamina D não é diferente. Suas propriedades ajudam a fortalecer os sistemas de defesa do corpo, além de prevenir muitas patologias. Confira, a seguir, as principais funções dessa vitamina no corpo humano!

Preserva o coração

A vitamina D atua no controle das contrações do miocárdio, o que é essencial para o bombeamento do sangue para todo o corpo. Além disso, foi descoberta uma melhora da função de ejeção em pacientes com insuficiência cardíaca.

Nesse mesmo sentido, a falta de vitamina D pode causar um acúmulo de cálcio nas artérias, contribuindo para a formação de placas e, consequentemente, o desenvolvimento de doenças cardiovasculares diversas — uma possibilidade que vem ganhando força com muitas evidências recentes.

Contribui para a prevenção e o tratamento do câncer

A carência de vitamina D também viabiliza o surgimento de alguns tipos de câncer, entre esses os melanomas, o câncer de próstata e o de mama, enquanto a sua ingestão em níveis adequados favorece a autodestruição das células cancerosas. Não é um milagre mas favorece a saúde sim!

É importante para a gestação

Durante os primeiros três meses da gravidez, a ausência de vitamina D pode suscitar abortos. E, nos casos em que há abortos múltiplos no início da gestação, pode haver rejeição da mãe para a implantação de um novo embrião. Assim, como essa vitamina tem grande atuação no sistema imunológico, sua ingestão pode colaborar para resolver esse problema. isso é uma possibilidade mas não vamos dar mole! mantenha sempre sua vitamina D alta com uso de suplementação adequada! Nada de sol para aumentara a vitamina D!

Deixa os cabelos mais bonitos e saudáveis

Como muitos sabem, essa é uma das melhores vitaminas para os cabelos, fundamental para a beleza e saúde dos fios.

Ela age diretamente na manutenção das células do bulge, garantindo madeixas muito mais sadias e macias. Além disso, por influenciar na regulação dos níveis de cálcio e fósforo no corpo, ela ajuda a promover a saúde capilar, da pele e das unhas A sua deficiência, por outro lado, pode intervir no crescimento dos fios e deixá-los quebradiços, suscetíveis à queda.

Como obter a vitamina D

Agora que você entende a significância desse nutriente para assegurar uma vida saudável, é importante saber também como garantir que o seu corpo tenha acesso à vitamina D. Vejamos, então, as principais formas de obtenção desse composto.

Alimentação

Os alimentos que contêm a vitamina D são os de origem animal, mas é importante ingeri-los com moderação, já que eles apresentam grande quantidade de gordura saturada, o que pode ocasionar doenças vasculares. Entre as opções estão o atum, a sardinha, o ovo, o queijo, os peixes e a carne bovina. O melhor é sempre procurar auxilio de um nutricionista para que ele te ensine a comer e não simplesmente te dar um cardápio “engessado”.

Vale dizer, contudo, que embora essa absorção de vitamina D possa ser realizada por meio da alimentação, somente essa opção não é suficiente para suprir os seus níveis necessários no organismo. É preciso, portanto, vale-se também de outros meios.

Luz solar

O sol não facilita a absorção da vitamina D, como muitos acreditam, mas é muito importante para a sua conversão em uma forma ativa.

Para quem não apresenta a deficiência desse composto, já se recomendou no passadouma exposição de 15 minutos diários, como forma de prevenção. Esse tempo, no entanto, é completamente variável, porque o nível de radiação muda de uma cidade para outra, muda com a quantidade de roupa que usamos, muda de acordo com a cor da pele e com a quantidade de nuvens e poluição na atmosfera. É uma DOSE COMPLETAMENTE ARBITRÁRIA!!!! Além disso, junto com a vitamina D, o sol em excesso aumenta a chance de câncer de pele, manchas, flacidez e melasma. É MUITO MAIS INTELIGENTE INGERIR UMA CÁPSULA DE VITAMINA D POR SEMANA OU POR MÊS DO QUE “PEGAR SOL”!!!!

Para quem tem carência do elemento, é recomendado o uso de suplementação, em doses bem maiores (50.000 UI por semana), ou injetável (600.000 UI). Deixe o sol para momentos recreativos sempre com muito filtro solar na face e no corpo!

Complementação

Essa alternativa é a melhor. Mas quanto!???Ela deve ser decidida pelo médico de acordo com a dosagem plasmática. Obter vitamina D sem necessidade pode ser tóxico para o organismo, acarretando na sobrecarga dos rins e das artérias, além de favorecer a deposição de cálcio.

Essa suplementação pode ser oral ou injetável, de acordo com a determinação do profissional de saúde. É interessante lembrar, também, que durante o tratamento é importante manter uma dieta balanceada e bem hidratada.

A importância das vitaminas para a saúde capilar

Você, certamente, já ouviu falar (e continuará ouvindo) que uma alimentação balanceada é fundamental para garantir a saúde. Afinal, com um organismo bem nutrido, todos os órgãos do corpo funcionam de maneira mais eficiente, e a pele, as unhas e o cabelo passam a ter uma melhor aparência.

Pessoas que costumam sofrer com descamação e fios quebradiços, sem vida ou brilho — e que não conseguem reverter a situação ainda que cuidem muito bem dos cabelos — podem precisar de uma reavaliação na sua rotina alimentar. Se esse é o seu caso, vale a pena conhecer as melhores vitaminas para os cabelos (além da D), bem como os minerais que podem contribuir para a saúde capilar, de maneira natural.

H-biotina

A H-biotina é um tipo de vitamina hidrossolúvel que faz parte do complexo B. Uma de suas principais funções é atuar na produção de queratina — que, por sua vez, está entre os componentes essenciais para a formação capilar.

O seu consumo frequente ajuda a manutenção dos fios, prevenindo a queda excessiva e aumentando a elasticidade. Para incluí-la na alimentação, basta organizar o cardápio com alimentos como banana, gema de ovo, fígado, aveia, farinha de soja, nozes, semente de girassol, entre muitos outros. As unhas também ficam mais rígidas! não dosamos a biotina de maneira rotineira.

Zinco

O zinco contribui para a manutenção do sistema endócrino, oferecendo mais equilíbrio. Esse mineral pode ser encontrado em tubérculos, carnes, ostras, castanhas, oleaginosas e grãos integrais. Além disso, é possível consumir suplementos com esse nutriente, facilitando a sua regulação no organismo.

Silício

Foram realizadas pesquisas recentes em território brasileiro que indicam a qualidade do ácido ortossilícico (também conhecido como silício orgânico) quando estabilizado em colinas. Desse modo, o seu efeito se dá no fortalecimento e no aumento da resistência e elasticidade das células capilares.

Os alimentos com um bom teor de silício são as oleaginosas, a soja, a cevada e alguns legumes, como o repolho, a abóbora, a cenoura e o pepino. Também é possível encontrá-lo em frutas como a maçã, a manga e a banana.

Enfim, como você pôde perceber, as melhores vitaminas para os cabelos podem ser encontradas tanto em alimentos, quanto em suplementos vitamínicos. Entretanto, é sempre bom ressaltar a importância de uma orientação médica para recomendar as doses adequadas para o seu organismo, pois cada caso tem suas especificidades.

Gostou da leitura? Se quiser receber mais conteúdos como este, basta assinar a minha newsletter para ficar por dentro de todas as novidades relacionadas aos cuidados dermatológicos!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This