fique-por-dentro-de-como-funciona-o-processo-de-transicao-capilar.jpeg

Fique por dentro de como funciona o processo de transição capilar

A transição capilar — processo em que a pessoa deixa de usar química para alisar o cabelo e aceita sua forma natural —, tem sido bastante comentado. Essa prática pode gerar alguns questionamentos sobre como fazer, quais produtos utilizar, quanto tempo demora etc. Isso varia de acordo com o cabelo e preferências, mas, independentemente do processo, é importante ter paciência para chegar ao resultado desejado.

A Universidade Federal de Brasília e o Instituto Natural de Beleza desenvolveram uma pesquisa em 2015, constatando que 70% das brasileiras têm cabelo cacheado. Em contrapartida, um estudo da L’Oréal traz dados mostrando que 63% das brasileiras cacheadas querem ter cabelo liso.

Isso demonstra que a transição capilar está sendo buscada atualmente, mesmo que grande parte ainda queira alisar. Hoje, ela faz parte da história de muitas mulheres, que servem de inspiração para quem está começando. Para ajudar, separei quatro dicas que deixarão o processo mais fácil. Confira!

Faça texturização

A texturização é uma nomenclatura dada para diversas práticas que você pode adotar para manter o padrão cacheado das madeixas. Por exemplo, fazer pequenos coques por todo o cabelo, prendendo-os rente à raiz, é excelente para deixar os fios uniformes.

Para isso, divida seu cabelo em várias mechas, separe-as em duas e torça-as, montando um cacho. Lembre-se: mechas grossas resultam em cachos largos, mechas menores em cachos finos. Recomendo fazer o penteado antes de dormir, para ter mais efeito.

Use acessórios e penteados

Os acessórios e penteados são excelentes para manter o cabelo cacheado, ou disfarçar a diferença de textura dos fios. Quando se passa pelo processo de transição capilar, o cabelo fica forte na raiz, mas fino e quebradiço nas pontas, além de ter um contraste entre o cacheado e o liso.

Muitas mulheres optam por usar penteados e acessórios para camuflar a diferença e autenticar o processo, isso é excelente justamente por promover um conhecimento maior sobre seu cabelo. Uma boa dica é usar box braids, se você se sentir confortável, já que elas são feitas de material sintético e, por isso, não estragam o fio e não pesam.

Coques altos também são boas alternativas, assim como bandanas, faixas, tiaras, lenços e amarradores. A minha dica é, nesse caso, tomar cuidado para não amarrar com muita força e danificar mais o fio.

Utilize os produtos certos com acompanhamento

Uma das dúvidas mais comuns durante esse processo é sobre a textura do cabelo e o tipo de cacho. Isso influenciará no tipo de produto que você usará, assim como nos diferentes tipos de cortes e estilos possíveis.

Para sanar essa dúvida, é aconselhável ter um acompanhamento profissional. Indico uma dermatologista capilar, pois ela recomendará os produtos certos a serem usados para o seu tipo de cabelo, evitando futuros problemas, como queda e perda da força.

Existe uma etapa que auxilia no processo de transição, chamada cronograma capilar; ela consiste em reconstruir, nutrir e hidratar os fios de acordo com seu tipo de cabelo. Converse com sua dermatologista para saber os produtos ideais a serem usados.

Mantenha uma rotina de cortes

Por fim, mas não menos importante, corte seu cabelo. Você tem duas opções: cortar aos poucos, para não perder o comprimento do cabelo, ou de uma vez só e eliminar mais drasticamente a química, acelerando o processo — também conhecido como Big Chop.

De uma maneira ou de outra, o corte é indispensável. Ele valoriza as ondas e garante o aspecto adequado para o seu tipo de cabelo, eliminando as pontas finas e quebradiças que prejudicam os fios e trazendo mais vitalidade e beleza.

Tenha em mente que os cabelos são diferentes, então, o que pode ter demorado dois meses para uma mulher, pode demorar mais para você ou vice-versa. Por isso, tenha paciência e corte sempre.

A transição capilar não é um processo fácil, envolve muitos desafios e faz você se confrontar com uma nova aparência. Se você seguir essas dicas, tenho certeza de que o processo se tornará mais fácil. Lembre-se de fazer texturizações e penteados e procurar um profissional para orientá-la. Com isso, você garantirá um cabelo hidratado e bem cuidado.

E então, gostou deste post? Ficou com alguma dúvida sobre o processo? Entre em contato comigo! Ficarei feliz em ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação