foliculite-decalvante-o-que-causa-a-inflamacao-na-raiz-do-cabelo.jpeg

Foliculite decalvante: o que causa a inflamação na raiz do cabelo?

Já ouviu falar de foliculite??? sim… É uma inflamação na base do cabelo que simula uma espinha. E de foliculite decalvante???  Ela não é tão comum, mas pode ser uma das razões da perda de fios em determinadas áreas, principalmente na área da nuca em homens jovens. 

Saiba mais sobre esse problema que pode causar falhas bem acentuadas no seu couro cabeludo a longo prazo, o que é um incômodo, afinal, o cabelo está diretamente relacionado com a autoestima

O que é a foliculite decalvante?

A foliculite decalvante é uma inflamação, aguda ou crônica, da glândula sebácea anexa aos fios de cabelo. 

Ela pode surgir em qualquer parte do corpo que tenha pelos. Mas normalmente aparecem no couro cabeludo. 

A foliculite simples e a decalvante se parecem muito no começo. Ambas se manifestam com pústulas na base dos fios e respondem ao tratamento.

Mas a foliculite decalvante é um processo mais crônico e resistente. Em geral é mais agressiva e cursa com cicatrizes definitivas.  Em casos mais graves, o folículo pode ser destruído, deixando uma alopecia definitiva. Os fios também podem ser envolvidos por fibrose e se unirem, processo chamado politriquia ou cabelos de boneca.

E ainda há risco de desenvolvimento de furúnculos, devido à infecção causada por bactérias, um processo bem doloroso e que pode criar grandes cicatrizes na região.

Quais são as suas causas?

Há diversas supostas causas (ou gatilhos) para o surgimento da foliculite decalvante, independentemente da região do corpo. Entre as principais estão:

Há também aquelas pessoas que estão em um grupo de maior risco: são homens jovens. Não sabemos exatamente porque, mas é o grupo mais acometido.

Quais são os seus sintomas?

Os sintomas variam de acordo com a etapa da foliculite decalvante.

Se ela estiver no estágio inicial, surgirão pequenas protuberâncias avermelhadas, semelhantes a espinhas. Podem conter ou não pus em seu interior. A pele ao redor ficará também com tom vermelho e um pouco sensível. Também há risco de coceira na região.

No caso de uma foliculite crônica a lesão será maior e haverá um pus amarelado na região. A pele fica consideravelmente mais sensível, coça bastante e pode-se gerar cicatrizes e queda do fio,além da politriquia já citada.

Qual o tratamento da foliculite decalvante?

Em primeiro lugar, deve-se passar por uma avaliação com dermatologista especialista para verificar se é realmente a foliculite decalvante que ali se apresenta.

Caso se confirme o problema, o tratamento será feito de acordo com a gravidade do caso. Nos mais simples, indica-se compressas mornas para ajudar a drenar o pus. Melhorar a higiene do local mostra-se uma solução bastante eficiente.

Dependendo da situação, o  tratamento é feito com pomadas específicas anti-inflamatórias para melhorar a lesão.

Já em casos mais graves, ou quando a infecção se mostra recorrente, é necessário intervir com antibióticos tópicos ou injetáveis.

Pode-se indicar pomadas corticoides a curto prazo para acelerar o processo de cicatrização com ou sem o calcipotriol, que é um derivado da vitamina D.

Vale lembrar que é fundamental procurar um profissional especializado para que seja feita a avaliação correta do problema, bem como a indicação dos tratamentos adequados a fim de controlar a foliculite decalvante, evitando perda excessiva dos fios. 

Diagnóstico errado ou atrasado pode levar a cicatrizes e perda definitiva dos cabelos.

Quer manter os cuidados com o seu couro cabeludo para evitar uma calvície indesejada? Curta nossa página no Facebook e receba nossos posts em seu feed de notícias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação