foliculite-e-dermatite-seborreica-entenda-as-diferencas-e-tratamentos-indicados.jpeg

Foliculite e dermatite seborreica: entenda as diferenças e tratamentos indicados

Você, provavelmente, já deve ter ouvido falar em foliculite e dermatite seborreica… Mas, sabe qual é a diferença entre essas duas doenças??? E quem já recebeu algum desses diagnósticos, o que fazer???

A maioria das pessoas pensa que são dois nomes para uma mesma condição, porém, existem muitas diferenças entre essas duas patologias. Continue a leitura e entenda!

O que é foliculite?

Como a própria terminação do nome já sugere, a foliculite é uma inflamação no folículo piloso, ou seja, a região que dá origem ao pelo/cabelo. A foliculite pode acontecer em qualquer parte do corpo, mas é mais comum nas áreas mais seborreicas, como o couro cabeludo.

Causa

A principal causadora dessa infecção é uma bactéria comumente encontrada em lesões na pele, chamada de Staphylococcus aureus. Além dela, também existem outros patógenos que podem causar estragos, como vírus, fungos e também outras bactérias, especialmente as gram-positivas.

Entre os fatores que podem intensificar as chances de desenvolver essa doença estão o suor na região, o uso de roupas apertadas e que friccionam os pelos ou cabelos e a depilação.

Sinais e sintomas

Como dito, a foliculite é muito comum nas áreas depiladas por gilete, cera quente ou laser. Não é difícil encontrar um pontinho vermelho e dolorido ao redor do pelo após passar por esses procedimentos.

A foliculite pode ou não evoluir com formação de pus e crosta melicérica, semelhante a uma espinha inflamada. Os principais sinais e sintomas são dor, ardência, edema, aumento da sensibilidade e eventualmente coceira. 

Onde aparece

No início do tópico sobre a foliculite citei que esse problema pode aparecer em qualquer parte do corpo que tenha pelos, entretanto, existem regiões que são mais propensas, como axila, virilhas, nádegas, couro cabeludo e dorso.

O que é dermatite seborreica?

Conhecida popularmente como caspa ou seborreia, a dermatite seborreica é uma inflamação da pele, que fica eritematosa, associada à descamação furfurácea discreta e à coceira.

Causa

A causa da dermatite seborreica não está bem esclarecida, mas existe uma grande influência de fatores imunológicos. É mais comum em áreas com grande concentração de glândulas sebáceas e surge a partir da interação com fungos. 

Outros fatores associados às crises de dermatite seborreica são:

  • estresse;
  • uso de álcool;
  • consumo de certos medicamentos;
  • temperatura ambiente baixa;
  • alergias;
  • fadiga.

A presença de um fungo chamado Pityrosporum ovale não é um indicativo da doença, contudo, certamente, a taxa de proliferação desse microrganismo tem tendência a se apresentar aumentada nessa condição.

Sinais e sintomas

Os principais sintomas dessa patologia são descamação, eritema — que é uma vermelhidão no local — e coceira nas áreas de dobra. Pode ocorrer também queda de cabelo mais difusa, já que o couro cabeludo não está saudável. 

Em que lugares aparece

Apesar de ser mais comum no couro cabeludo, a dermatite seborreica também pode aparecer em outras regiões que apresentam grande produção de sebo, como a testa, sulco nasogeniano e nas sobrancelhas.  

Quais as diferenças entre foliculite e dermatite seborreica?

Depois de uma rápida leitura sobre os conceitos de cada um desses problemas, foi possível notar como eles são realmente diferentes.

Como visto, a dermatite seborreica é uma espécie de caspa que se manifesta fora e no couro cabeludo enquanto a foliculite parece pequenas espinhas ao redor do pelo.

Essas situações costumam ser bastante confundidas porque ambas são provocadas por inflamação, mas a aparência e o tratamento são bem diferentes.

Quais as formas de tratamento?

Tanto o diagnóstico da foliculite quanto o da dermatite seborreica devem ser feitos por um especialista, ou seja, pelo médico dermatologista. Sempre verifique no site do CRM (conselho regional de medicina) se o seu médico tem o registro da especialidade.

Dermatite seborreica

Em alguns casos, essa patologia pode não ter cura, no entanto, tratar é necessário para controlar todos os sintomas.  

O ideal é começar o tratamento aumentando o número de vezes que você lava a sua cabeça e suspender o uso de produtos cremosos, como o condicionador ou qualquer outro tipo de creme muito perto do couro cabeludo.

Outra recomendação é trocar o seu shampoo por uma opção transparente e, em último caso, partir para o shampoo medicamentoso, recomendado pelo seu dermatologista.

Entre as opções de shampoo para tratar essa condição, estão aqueles que contém ativos como:

  • cetoconazol;
  • ácido salicílico;
  • sulfeto de selênio;
  • pitirionato de zinco.

Em casos mais graves, em que os shampoos convencionais não solucionam a dermatite seborreica, pode ser preciso fazer o uso de corticoides tópicos.

Foliculite

A avaliação do dermatologista é fundamental para definir qual é o melhor tratamento para a foliculite. Conforme o tipo e a gravidade do problema, a condição pode ser tratada com o uso de antibióticos tópicos, orais, ou uma combinação desses medicamentos.

Para a foliculite de origem fúngica, o tratamento é o uso de antifúngicos tópicos ou orais. Por último, em estágios mais graves, o uso de corticoides tópico e oral também é recomendado.

Em alguns casos, ainda, pode ser preciso drenar a infecção para aliviar os sintomas, o que é feito por meio de uma pequena incisão, procedimento realizado em consultório médico.

Além disso, durante o tratamento para foliculite, é preciso parar com a depilação e evitar o uso de  roupas muito apertadas na região atingida pela doença.

Se todas as alternativas de tratamento forem implementadas e nenhuma delas obtiver sucesso, o dermatologista vai pedir uma bateria completa de exames de sangue para verificar se a causa do problema é um descontrole hormonal oculto.

Prevenção

Antes de pensar em tratamento, é preciso investir em prevenção. Assim, é possível evitar que o quadro patológico se agrave e gere ainda mais complicações na sua saúde e bem-estar.

Entre os cuidados para prevenir o surgimento de foliculite e dermatite seborreica estão:

  • manter a higienização da sua pele, couro cabeludo e cabelos em dia;
  • enxaguar muito bem o shampoo e o condicionador após a aplicação para não deixar resíduos;
  • secar a sua pele e o seu cabelo para diminuir a proliferação de bactérias e fungos;  
  • não tomar banho com água muito quente;
  • cuidar bem da sua alimentação, evitando principalmente alimentos gordurosos, como frituras e chocolate;
  • reduzir o consumo de álcool;
  • não se expor a situações estressantes

E aí, gostou de entender a diferença entre foliculite e dermatite seborreica? Se você está desconfiado de que está com alguma dessas duas doenças, não deixe de procurar ajuda médica!

Entre em contato comigo para que, juntos, possamos tratar esse problema da melhor forma possível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação