intradermoterapia-capilar-como-funciona-e-quando-e-indicada.jpeg

Intradermoterapia capilar: como funciona e quando é indicada?

A queda de cabelo excessiva é uma patologia que afeta grande parte da população, inclusive as mulheres. Soma-se a isso a presença de uma rotina corrida, a alta carga de estresse sofrida no dia a dia e a dificuldade em alinhar o trabalho, a família e os cuidados pessoais. Tudo isso gera resultados não muito favoráveis à saúde da pele e do cabelo.

Uma das formas de resolver esse problema e aumentar sua autoestima é investir na intradermoterapia capilar, um tratamento clínico que combina a aplicação de substâncias ativas no couro cabeludo para interromper a queda de cabelo.

Sabendo da importância de conhecer o método, desenvolvi este artigo com as principais dúvidas sobre a técnica. Continue lendo e confira!

O que é a intradermoterapia capilar?

Esse tratamento, também conhecido como MMP (Microinfusão de Medicamentos no Couro Cabeludo), é um método clínico que consiste na aplicação de substâncias ativas no couro cabeludo, por meio de pequenas agulhas, com o objetivo de diminuir consideravelmente a queda de cabelo.

Ainda, a técnica auxilia na nutrição dos fios e interfere diretamente no crescimento capilar, estimulando o progresso. Isso acontece porque existe uma alta concentração de vitaminas e minerais na mistura dos fármacos. Nesse sentido, por não ter a chance de ser metabolizada pelo organismo, a técnica garante bons resultados e atinge uma distribuição efetiva.

Como ela funciona?

O tratamento é feito com a aplicação de diversas microagulhas que penetram no couro cabeludo, de maneira superficial, injetando pequenas doses do medicamento — uma combinação de fármacos que permite a vasodilatação, o fortalecimento do bulbo capilar e o estímulo da produção de colágeno — na região selecionada. A quantidade de sessões depende do nível do desenvolvimento da alopecia.

É importante ressaltar a necessidade de ter um acompanhamento médico de qualidade para realizar o tratamento. De acordo com uma pesquisa publicada no Surgical & Cosmetic Dermatology, a análise dos benefícios, eficácia e segurança da intradermoterapia, junto a uma análise profunda do paciente, é fundamental para atingir bons resultados.

Além disso, um tratamento com um profissional qualificado reduz consideravelmente os riscos de desenvolver infecções no couro cabeludo, visto que é uma técnica que o deixa exposto.

Quais são suas vantagens?

Uma de suas principais vantagens é apresentar uma rápida resposta do organismo, já que o fármaco não precisa passar pelos mecanismos de absorção do corpo, sendo mais efetivo e seletivo, o que reduz consideravelmente os riscos de efeitos colaterais.

Ainda, o método se mostra bastante eficiente no tratamento de cabelos que sofreram com químicas pesadas, como alisamento e descolorações. Isso porque a aplicação local influencia diretamente na síntese e formação dos fios, estimulando a produção de nutrientes e vitaminas essenciais para a formação de um cabelo bonito e saudável.

Para facilitar a compreensão, listei os melhores benefícios do método abaixo:

  • controla e reduz a queda de cabelo;
  • diminui a alopecia androgenética;
  • acelera o crescimento do cabelo e estimula a produção de novos fios;
  • melhora a estrutura da haste capilar;
  • aumenta a densidade e o volume das madeixas.

Qual é a duração do tratamento?

A técnica é indicada para quem sofre com a queda de cabelo, com problemas pós-químicas e dermatite seborreica. Nesse sentido, pode ser feita tanto por homens quanto por mulheres, e o tempo de tratamento depende do nível de danificação dos fios.

Tenha em mente, também, que casos mais graves podem exigir uma combinação entre as aplicações diretas e tratamentos orais com o intuito de potencializar um bom resultado.

A intradermoterapia capilar é um tratamento eficaz contra a queda de cabelo e enfraquecimento dos fios, estimulando a produção de nutrientes e vitaminas essenciais para conquistar cabelos saudáveis. Lembre-se de procurar um médico dermatologista que tenha experiência na área para realizar o procedimento com segurança!

E aí, gostou das minhas dicas? Tem alguma dúvida sobre o tratamento? Entre em contato comigo! Ficarei feliz em ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação