irritabilidades-no-couro-cabeludo-quais-as-causas-e-como-tratar.jpeg

Irritabilidades no couro cabeludo: quais as causas e como tratar?

O couro cabeludo é uma área do corpo muito exposta. Apesar de os cabelos cobrirem essa camada de pele, ainda assim ela está em contato com poluição, microrganismos e produtos químicos. A combinação desses e de outros elementos pode provocar reações e alergias no couro cabeludo.

Essas reações causam coceira, escoriações e até a perda dos fios…

Quer saber mais? Então acompanhe este texto e conheça algumas informações sobre as alergias no couro cabeludo:

O que causa irritabilidade no couro cabeludo?

Cosméticos

O cosmético que mais causa alergia no couro cabeludo sem dúvida é a tintura. A grande maioria das tinturas e tonalizantes possui uma substância chama parafenilenodiamina (PPD) que ajuda no processo de coloração. A alergia ao PPD pode ser identificada pelo teste de contato (ou patch test), que é feito com adesivos colados no dorso. Não existe cura para essa dermatite de contato. O tratamento deve ser feito evitando o contato com o mesmo. No mercado brasileiro algumas colorações da Keune não possuem a parafenilenodiamina. Os aldeídos usados para escovas progressivas também causam muitas alergias, que pode ser tipo dermatite de contato ou até mesmo reação anafilática.

Xerose

A secura excessiva do couro cabeludo é uma causa bem comum de coceira. Geralmente esses pacientes tem hipotireoidismo, insuficiência renal ou estão na menopausa/andropausa. No entanto, o mais comum é a higiene excessiva do couro cabeludo utilizando shampoo transparentes e anti caspa. Retirar toda a oleosidade do couro cabeludo não é uma boa prática.

Foliculite e dermatite seborréica

Essas duas doenças podem causar a sensação de coceira e irritabilidade no couro cabeludo. A foliculite geralmente tem a participação de bactérias e manifesta-se como “espinhas”. Já a dermatite seborréica é uma combinação de coceira, descamação e vermelhidão precipitada por oleosidade e proliferação de fungos.

Como identificar as alergias no couro cabeludo?

  • coceira excessiva
  • presença de “bolinhas”
  • descamação
  • feridas com secreção aquosa

Como tratar as irritações do couro cabeludo?

As alergias causadas por cosméticos devem ser diagnosticadas corretamente pelo médico dermatologista. Não devemos insistir no uso daquela substância causadora de alergia. A reação pode ser grave, causar queimadura do couro cabeludo e queda dos fios, além de edema (inchaço) significativo na face.

Em relação a xerose, é muito comum os pacientes lavarem obsessivamente o couro cabeludo quando estão com coceira. Eles acreditam que a coceira está sendo desencadeada por sujeira. E isso piora muito a situação. vira um ciclo vicioso. O melhor é diminuir a frequência da lavagem e passar a usar um shampoo perolado e água mais fria.

Para tratar os processos irritativos do couro cabeludo você pode pedir uma orientação do seu dermatologista. No caso da foliculite podemos associar shampoo antisséptico, corticóide na forma de solução capilar e até mesmo antibióticos tópicos e injetáveis. Para a dermatite seborréica o arsenal terapêutico é muito grande. Podemos lançar mão de shampoo com ácido salicílico, LCD, calêndula e outras substâncias calmantes. Corticóides tópicos também são bem vindos! Outra “carta na manga” é a terapia capilar com argila e máscaras em  gel creme, que promovem a retirada da oleosidade sem ressecar os fios, mantendo os cabelos bonitos.

E saiba que a vitalidade e a saúde do couro cabeludo também depende da sua saúde emocional. Portanto, evite o estresse e crie maneiras de deixar a sua autoestima sempre elevada.

Você sofre com irritabilidade no couro cabeludo? Deixe um comentário e compartilhe a sua experiência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação