micropigmentacao-capilar-entenda-como-e-feita.jpeg

Micropigmentação capilar: entenda como é feita

Com o uso cada vez maior da tecnologia, os procedimentos estéticos têm evoluído em ritmo acelerado. Não é por acaso que hoje, além de menos invasivos, eles apresentam resultados mais satisfatórios para os pacientes que os procuram. É o caso da micropigmentação capilar, também conhecida como dermopigmentação do couro cabeludo ou micropigmentação do couro cabeludo.

No post de hoje explicaremos um pouco mais sobre esse procedimento, como ele é feito, para quem é recomendado e também os cuidados que devem ser tomados após a prática. Continue a leitura e confira o que preparamos!

O que é a micropigmentação capilar?

A calvície é um problema que atinge tanto homens, quanto mulheres. E pode interferir muito na auto estima. O cabelo é muito mais do que uma moldura para o rosto.

Para minimizar os efeitos causados pela calvície, o mercado desenvolveu uma técnica denominada micropigmentação capilar. Ela consiste em escurecer o couro cabeludo e, com isso, disfarçar a falta de cabelo, tendo um resultado final bastante satisfatório, cobrindo as imperfeições em sua totalidade.

Como é feito o procedimento?

Na micropigmentação o profissional aplica uma tinta própria no couro cabeludo delicadamente reproduzindo um fio de cabelo em crescimento por meio de microagulhas.

Diferentemente da tatuagem, a micropigmentação atinge uma camada mais superficial da pele, apesar de ter anestesia local. A ideia é criar uma espécie de camuflagem, fazendo com que pareça que a pessoa tenha mais cabelo.

Para quem é recomendada a micropigmentação capilar?

Tanto homens, como as mulheres que sofrem com a calvície podem fazer a micropigmentação. 

Pacientes com diferentes graus calvície, bem como aqueles que sofrem com alopecia, que precisam de mais densidade capilar ou não têm indicação para fazer a cirurgia de implante podem realizá-lo. Por sua vez, pessoas com cabelos com colorações muito claras (brancos, ruivos e loiros) devem evitar o processo.

Quais os cuidados devem ser tomados após?

A micropigmentação capilar é uma técnica que atua de maneira mecânica. Por isso, os resultados são gradativos, existe melhora de cerca de 50% na aparência em apenas 90 dias. No entanto, para continuar melhorando é preciso seguir alguns passos.

O primeiro é utilizar uma pomada cicatrizante própria para região, já que, em média, são necessárias 4 sessões de micropigmentação. Além disso, é fundamental aplicar shampoos neutros e também protetor solar na parte que receber o microagulhamento.

Nos primeiros dias, o uso do shampoo deve ser evitado. Nesse caso, somente os sabonetes antissépticos são recomendados. Depois, é importante passar uma pomada com corticóide e antibiótico. Vale lembrar também da necessidade de retocar o processo, pois a tinta com o tempo vai sendo absorvida e desbota.

Será que a micropigmentação capilar solucionará o seu problema? Então, é hora de procurar um profissional capacitado, que tenha experiência no ramo, para atender às suas expectativas.

Se tiver qualquer dúvida sobre o assunto ou quiser compartilhar as suas experiências conosco, não se esqueça de deixar o seu comentário nesse texto!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação