Minoxidil para mulheres: descubra mitos e verdades sobre o produto

6 minutos para ler
Os portadores de calvície feminina ou masculina certamente já devem ter ouvido falar sobre o Minoxidil. Esse medicamento nada mais é do que um vasodilatador utilizado no passado para o tratamento de hipertensão, cujo efeito colateral é estimular o crescimento dos cabelos.

Após algumas pesquisas, como a da Harvard Medical School, foram descobertos alguns efeitos secundários que beneficiavam o tratamento da alopecia androgenética, como a estimulação do fluxo sanguíneo — que promove a nutrição dos folículos capilares e ativa o crescimento dos cabelos —, fazendo com que o medicamento também funcionasse para este fim.

O ativo, antes comercializado somente em comprimidos, passou a ser receitado então em forma de loção para ser aplicado diretamente no couro cabeludo, com concentrações que variam entre 2% a 5%. No entanto, ainda existem algumas dúvidas sobre os efeitos e benefícios do Minoxidil para mulheres no tratamento da calvície.

Por isso, neste post, vamos responder às principais dúvidas, para que você, mulher, possa utilizar esse medicamento sem medo. Continue a leitura e confira!

O Minoxidil aumenta a queda de cabelo no início do tratamento?

No início do tratamento, ocorre uma renovação no ciclo de crescimento dos fios. Os cabelos que já estão mais “velhos” são expulsos para dar lugar aos mais “novos”, espessos e fortes. Por isso, é comum observar um aumento da queda capilar nas primeiras semanas.

Entretanto, não se assuste! Quanto mais cabelos caírem no início do tratamento, maior será a quantidade de fios renovados. E isso é o esperado, certo?

Ele pode engrossar os fios?

Como já dissemos, o Minoxidil é um vasodilatador, aumenta os fatores de crescimento e, consequentemente, faz o recrutamento de fios latentes.

Além disso, estimula a permanência dos fios na fase anágena e, dessa forma, também ajuda a aumentar a espessura e o comprimento dos cabelos. Portanto, a resposta é sim: usar Minoxidil pode engrossar seus cabelos.

Somente os fios que já existem é que vão crescer?

Novamente, o efeito vasodilatador causado pelo Minoxidil entra em ação. Além dos fios que já estão crescendo no couro cabeludo, novas unidades também são produzidas em decorrência da ação dos fatores de crescimento. Assim, as falhas no couro cabeludo podem ser resolvidas por completo com o uso deste produto.

Os efeitos do tratamento são imediatos?

Logo após iniciar um tratamento, principalmente quando se trata de questões estéticas, é comum que você queira observar os resultados o mais rápido possível. No entanto, não é isso que ocorre com o Minoxidil.

Os efeitos obtidos por meio desse tratamento podem levar de 2 até 12 meses para apresentar melhorias na quantidade, espessura e comprimento dos cabelos, o que ainda varia de caso para caso.

Além disso, o tempo mínimo de uso do Minoxidil  para obter um bom resultado é de 5 meses. Somente com o uso diário e aplicação do produto conforme a orientação — em alguns casos, a recomendação é de passar o Minoxidil no couro cabeludo até 2 vezes ao dia —, é possível garantir que o efeito esperado seja atingido.

Interromper o tratamento pode fazer com que os fios caiam?

Os primeiros efeitos positivos quanto ao crescimento dos fios começaram e você já está satisfeito com isso? Pois saiba que interromper o tratamento com o Minoxidil antes do tempo pode acabar com os resultados obtidos.

Especialmente os fios mais finos, que ainda não são terminais, ficam mais frágeis caso você pare de utilizar o Minoxidil abruptamente. Isso acontece porque os cabelos podem entrar novamente na fase telógena e, como consequência, acabam caindo.

Nesses casos, meses de tratamento e todo o investimento são desperdiçados. Por isso, não pare de aplicar o produto sem orientação expressa do seu médico.

Existe alguma versão exclusivamente feminina do produto?

Existe uma dúvida frequente entre os usuários de Minoxidil: o produto também pode ser utilizado por mulheres no tratamento da calvície? A resposta é sim.

Nas prateleiras da farmácia você vai observar versões feminina e masculina do produto, as quais têm a mesma composição, ou seja, podem ser encontradas na forma de solução ou de espuma a 2% ou a 5%.

Por isso, esse medicamento pode e deve ser utilizado pelas mulheres que sofrem com calvície, inclusive na menopausa, período em que a doença fica ainda mais evidente em razão da diminuição de estrogênio e aumento da testosterona. Esse é o tratamento mais eficaz para o controle da alopecia androgenética feminina.

Esse medicamento apresenta efeitos colaterais?

Apesar de o Minoxidil ser muito benéfico para a autoestima de uma mulher com calvície ou queda capilar, ele também apresenta algumas desvantagens. A principal delas é, certamente, a manifestação de efeitos colaterais desagradáveis após o início do tratamento.

Entre eles estão:

  • o crescimento de pelos na testa, no rosto e no pescoço quando utilizado em quantidades acima do recomendado;
  • aumento da quantidade de pelos em outras regiões do corpo, como nas pernas e na barriga;
  • coceira na região em que o produto é aplicado e descamação do couro cabeludo, gerando as famosas caspas;
  • aumento da produção de sebo pelas glândulas capilares, o que deixa o cabelo mais oleoso;
  • e, em alguns casos, até dores de cabeça.

Se você sentir algum desses sintomas, comunique ao seu médico. Além disso, se você tem hipersensibilidade ao ativo ou a qualquer outro componente presente na fórmula, o uso do Minoxidil não é indicado.

Todas as pessoas podem utilizar o Minoxidil?

Esse ativo pode ser utilizado por qualquer pessoa. No entanto, gestantes e lactantes não devem utilizar esse medicamento, por conta dos riscos ao feto e ao bebê. Se você está grávida ou amamentando seu filho, procure um médico para mais orientações.

O Minoxidil é um cosmético que pode ser utilizado sem restrições?

É importante destacar que o Minoxidil — tanto na versão 2%, quanto na convencional de 5% — é um medicamento e, embora tenha venda livre nas farmácias, deve ser utilizado com acompanhamento de um médico dermatologista especialista em tricologia. Somente assim é possível garantir que o melhor tratamento será prescrito para você.

É preciso tomar cuidados ao utilizar esse medicamento?

Durante o uso do Minoxidil, é importante que as mulheres sigam alguns cuidados especiais. A hidratação dos cabelos deve ser frequente, porque a fórmula contém álcool e pode ressecar os fios.

Além disso, é aconselhado massagear o couro cabeludo no momento da aplicação, para estimular ainda mais o crescimento dos fios. Por fim, o uso correto quanto à posologia do medicamento é fundamental para evitar que pelos cresçam em regiões indesejadas.

E aí, gostou de saber mais sobre os benefícios do Minoxidil para mulheres? Que tal iniciar esse tratamento agora mesmo? Entre em contato conosco e marque sua avaliação — estamos prontos para ajudar quando o assunto é calvície feminina!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This