minoxidil-para-mulheres-descubra-mitos-e-verdades-sobre-o-produto.jpeg

Minoxidil para mulheres: descubra mitos e verdades sobre o produto

Os portadores de calvície feminina ou masculina certamente já deve ter ouvido falar sobre o minoxidil. Esse medicamento nada mais é do que um vasodilatador utilizado no passado para o tratamento de hipertensão cujo efeito colateral é estimular o crescimento dos cabelos.

Após algumas pesquisas, como a da Harvard Medical School, foram descobertos alguns efeitos secundários que beneficiavam o tratamento da alopecia androgenética, como a estimulação do fluxo sanguíneo — que promove a nutrição dos folículos capilares e ativa o crescimento dos cabelos —, fazendo com que o medicamento também funcionasse para este fim.

O ativo, antes comercializado somente em comprimidos, passou a ser receitado em forma de loção para ser aplicado diretamente no couro cabeludo, com concentrações que variam entre 2% a 5%. No entanto, ainda existem algumas dúvidas sobre os efeitos e benefícios do minoxidil para mulheres no tratamento da calvície.

Por isso, neste post, vamos responder as principais dúvidas, para que você, mulher, possa utilizar o medicamento sem medo. Continue a leitura e confira!

O minoxidil aumenta a queda de cabelo no início do tratamento?

No início do tratamento, ocorre uma renovação no ciclo de crescimento dos fios. Os fios que já estão mais “velhos” são expulsos para dar lugar aos fios mais “novos”, espessos e fortes.  Por isso, é comum observar um aumento da queda capilar nas primeiras semanas.Quanto mais cabelos caírem no início do tratamento, maior a quantidade de fios que serão renovados ao longo do mesmo. E isso é bom!!!!

Além disso, seu uso não deve ser interrompido abruptamente, já que alguns fios, principalmente os mais finos, podem entrar novamente na fase telógena e cair. Isso desperdiçaria meses de tratamento.

Ele pode engrossar os fios?

Como já dissemos anteriormente, o minoxidil é um vasodilatador, aumenta os fatores de crescimento e, consequentemente, faz o recrutamento de fios latentes. Além disso, ele aumenta a permanência dos fios na fase anágena, e consequentemente a espessura e o comprimento dos mesmos.

Existe alguma versão exclusivamente feminina do produto?

Uma dúvida frequente entre os usuários de minoxidil: o produto também pode ser utilizado por mulheres no tratamento da calvície? As versões feminina e masculina têm a mesma composição. Podemos encontrar na forma de solução ou na forma de espuma a 2 ou a 5%. 

Ela também pode e deve ser utilizada pelas mulheres, inclusive na menopausa, período em que a doença fica ainda mais evidente devido à diminuição de estrogênio e aumento da testosterona. É o produto mais eficaz para o controle da alopecia androgenética feminina. No entanto, gestantes e lactantes não devem utilizar esse medicamento  salvo se apresentarem prescrições médicas.

É importante lembrar que o minoxidil — tanto na versão 2%, quanto na convencional de 5%  é um medicamento com poucas contraindicações e efeitos colaterais, é de venda livre mas deve ser utilizado com acompanhamento de um médico dermatologista especialista em tricologia.

Outros cuidados importantes durante o uso do minoxidil para mulheres são: a hidratação frequente dos cabelos (por causa do ressecamento), a massagem no momento da aplicação, o uso correto da posologia. Sabemos que a aplicação excessiva do produto no couro cabeludo pode causar irritações na pele, coceira, dermatites e o crescimento indevido de pelos na testa e no pescoço.

E aí, gostou de saber mais sobre os benefícios do minoxidil para mulheres? Quer que suas amigas também conheçam esse excelente produto? Então, compartilhe o artigo em suas redes sociais e deixe-as muito bem informadas! Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação