o que é big chop o que é big chop

Afinal, o que é big chop e quando deve ser feito?

4 minutos para ler

O processo de transição capilar está em alta e, com ele, surgem alguns termos, como o “big chop”. Esse é um processo essencial na transformação dos fios e, portanto, é indispensável saber o que é big chop.

Também é muito importante entender qual é o momento certo de fazê-lo e quais são os cuidados essenciais. Assim, você consegue concluir a transição de forma bem-sucedida e tem mais satisfação com o resultado.

Para que não restem mais dúvidas, confira as informações que você precisa conhecer sobre o assunto!

O que é big chop e qual sua relação com a transição capilar?

O objetivo da transição capilar é eliminar os resíduos químicos e os danos causados por tratamentos anteriores. Ela costuma ser feita por quem tem cabelo ondulado, cacheado ou crespo e já fez escova progressiva.

Como os produtos não podem ser retirados totalmente, é preciso esperar que o cabelo cresça. Com isso, é possível valorizar a estrutura e as características naturais dos fios.

No entanto, é um processo que leva tempo. Por isso, é comum que os fios fiquem com mais de uma textura. Nas pontas, há a parte alisada e com resíduos. No meio, uma transição e, na raiz, as madeixas naturais.

O big chop, ou grande corte, serve justamente para eliminar toda a parte que tem resíduos artificiais. O resultado é que a maior parte dos fios — ou sua totalidade — fica natural, eliminando a união de texturas.

Quando as pessoas costumam fazê-lo?

Ao descobrir o que é big chop, fica claro que o objetivo dele é eliminar a química ao máximo. Por isso, é muito comum que as pessoas esperem até que os fios naturais estejam em um comprimento mínimo.

Quem decide fazer o big chop completo, ou seja, com toda a parte alisada, normalmente fica com o cabelo bem curto. Os fios, então, passam a crescer de maneira totalmente natural.

Como o corte deve ser feito?

Ao fazer o corte, é essencial buscar um profissional — de preferência, que seja especializado nesse procedimento. No geral, o indicado é cortar o cabelo seco e com uma tesoura bem afiada.

É importante separar os fios em mechas, com cortes individuais, da parte artificial. Como o cabelo não cresce por igual em toda a área, isso evita o corte excessivo da parte natural. Na finalização, basta terminar o corte para acertar áreas desiguais e dar uma melhor modelagem.

Quais são os cuidados necessários antes e depois do big chop?

Antes do big chop, é essencial cuidar muito bem do cabelo. Fazer um cronograma capilar costuma ser a melhor opção para que os fios naturais fiquem hidratados, nutridos e reconstruídos.

Se tiver algum tipo de problema no couro cabeludo ou queda de fios, por exemplo, também é importante corrigir. Afinal, com os fios menores, qualquer falha ficará ainda mais evidente.

No corte, é essencial valorizar o tipo de cabelo. É importante considerar questões como estrutura dos cachos, volume e outras necessidades para acertar em cheio. Após o grande corte, o truque é aprender a modelar e finalizar os fios.

Qual é o momento ideal de fazer esse corte?

Como o big chop também envolve a estética e a autoestima, não existe um momento certo para fazê-lo. Tem gente que prefere deixar os fios um pouco maiores, mesmo tendo que lidar com várias texturas. Outras pessoas preferem cortar os fios bem curtinhos.

O ideal é fazer o corte quando você se sentir confortável com o comprimento do cabelo natural. Assim, fica mais fácil concluir a transição. Mas independentemente do momento, é indispensável contar com um profissional. Isso garante o melhor resultado para as madeixas e para o seu rosto.

Depois de descobrir o que é big chop, você entende a importância desse processo na transição capilar. Para acertar em cheio, não se esqueça de cuidar bem dos fios naturais e de ter um profissional para fazer o corte!

Para conferir mais dicas sobre as madeixas, curta a nossa página no Facebook!

Posts relacionados
Share This