o-que-e-liquen-plano-e-qual-sua-relacao-com-a-queda-de-cabelo.jpeg

O que é líquen plano e qual sua relação com a queda de cabelo?

Você já ouviu falar do líquen plano? Embora não seja muito comum, é uma doença inflamatória com vários sintomas, inclusive queda de cabelo. Essa queda de cabelo pode ser cicatricial e definitiva, levando a baixa auto estima.

Para saber melhor quais são seus efeitos e como tratar, não deixe de ler a postagem de hoje até o final. Vamos tratar de todos esses pontos aqui!

O que é o líquen plano, afinal?

O líquen plano é uma doença infamatória conhecida também como mucocutânea. Isso significa que ela pode atingir pele, mucosas e até outras áreas, como cabelos e unhas. A condição não é maligna, mas pode trazer muito incômodo para quem tem que lidar com ela.

As lesões orais são muito frequentes. A lesão ungueal atinge a matriz e pode causar distorções morfológicas importantes e até o desaparecimento das unhas, chamado de pterígio.

O que causa?

É uma doença inflamatória, que acomete homens e mulheres da mesma maneira. É mais rara em crianças e tem comportamento crônico. A causa é desconhecida.

Quais são os principais sintomas?

Reconhecer os primeiros sinais ou sintomas é uma ótima maneira de saber quando procurar o dermatologista. O paciente costuma apresentar lesões no tronco, pulsos e, no caso das mulheres, até na vagina. Aparecem lesões papulosas (carocinhos) avermelhados e violáceos.

Somado a isso, existe também uma coceira intensa, aparecimento na cavidade oral e queda de cabelo (líquen plano pilar). A queda de cabelo é localizada com uma inflamação na base. Infelizmente é uma queda definitiva pois o quandro é cicatricial.

Como diagnosticar e tratar?

Considerando esses sintomas comuns, o ideal é procurar um médico. Ele é o profissional indicado para fazer perguntas e entender seu histórico clínico (ou seja, se o paciente já foi acometido pelo líquen plano antes) e pedir exames das lesões.

O diagnóstico pode ser clínico (só examinando as lesões) ou através da biópsia (retirada de um pedacinho de pele).

O tratamento vai ser escolhido de acordo com a gravidade do quadro, a extensão das lesões e a intensidade dos sintomas.

Os medicamentos mais eficazes nesse caso são os corticoides (tópicos ou orais), mas eles também podem ser combinados com os anti-histamínicos, ajudando a controlar a coceira.

Quando a queda de cabelo está presente nós denominamos o quadro de líquen plano pilar. Nos compêndios de dermatologia, ele é considerado uma variante da alopécia frontal fibrosante. Nesse caso, é fundamental incluir medicamentos orais como plaquinol, para diminuir a atividade inflamatória. Em casos mais graves, os pacientes podem passar por terapias com luz ultravioleta UVA ou UVB.

Vale lembrar que a doença é recorrente e pode ter um comportamento anárquico.

Gostou das nossas dicas? Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de mais dicas e informações como essas! Estamos no Facebook e Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação