Óleos essenciais para o cabelo: saiba tudo sobre esse assunto!

4 minutos para ler

Os óleos essenciais para o cabelo têm a função de nutrir, reparar e melhorar a aparência dando mais brilho e fortalecimento. No entanto, é fundamental entender quais são as necessidades capilares de cada indivíduo.

Nesse sentido, o dermatologista especializado em tricologia é o profissional que fará uma avaliação detalhada do cabelo e, por meio de alguns testes, conseguirá fazer um diagnóstico para instituir uma mistura personalizada desses compostos.

Por isso, se quiser saber mais sobre os óleos essenciais para o cabelo, não deixe de ler este post sobre o assunto!

Entenda quais são os óleos essenciais para o cabelo

Os óleos essenciais são substâncias extraídas de diversas plantas ou produtos alimentícios, que têm propriedades terapêuticas, tanto para a pele, quanto para o couro cabelo. Esses compostos apresentam uma característica em comum: não se misturam com a água.

Sendo assim, existem fórmulas contendo ativos de abacate, coco, argan, rícino, macadâmia, baobá, entre outros. A maioria deles tem uma concentração significativa de vitaminas lipossolúveis que otimizam a recuperação capilar.

Um dos óleos de grande interesse na atualidade é o de argan, extraído de uma oleaginosa encontrada em Marrocos. Sua grande concentração de vitamina E garante “relaxamento” dos cabelos que contém muito frizz.

O óleo de coco é outro queridinho das mulheres, pois é capaz de devolver o brilho e a maciez que foram perdidos devido à falta de cuidados ao longo dos anos, além de evitar a ressecamentos dos fios.

Já o óleo de rícino é indicado para queda de cabelo tipo eflúvio, redução das caspas, além de facilitar o crescimento dos fios, pois estimula a circulação e nutrição do couro cabeludo. Quando misturado com o óleo de coco pode potencializar sua ação terapêutica. lembrando que são tratamentos complementares aos tratamentos médicos.

Além disso, entender quais são os problemas capilares, os óleos ou mistura de compostos a serem utilizados, bem como a frequência e os cuidados na aplicação são de responsabilidade do tricologista.

Veja como o tricologista pode indicar os óleos essenciais

Os óleos essenciais para o cabelo devem ser utilizados conforme orientações expressas dos dermatologistas que primeiramente fará uma anamnese, o exame físico e vai utilizar outros instrumentos para avaliar a raiz e o bulbo do cabelo.

Em seguida, ele fará diversas perguntas sobre os hábitos alimentares, histórico de queda de cabelo, uso de medicamentos, tratamentos químicos ou tintura já usados, entre outros pontos fundamentais.

A partir do diagnóstico, o profissional indicará quais ativos são mais indicados ao paciente, informando sobre as formas de aplicação e os cuidados para não causar irritações no couro cabeludo. Importante ressaltar também que essa terapia capilar ainda é empírica, mas é baseada nas principais propriedades já estudadas dos princípios ativos identificados nas misturas.

Além disso, a extração dos óleos pela indústria farmacêutica não é maléfica, pois existem mecanismos controlados para esse processo. No entanto, devido a isso, os preços no mercado podem ser diferenciados em relação ao trabalho manual.

Os óleos essenciais para o cabelo são compostos que contêm diversas vitaminas e outros componentes que podem restaurar os fios, recuperar o brilho e deixá-los mais fluídos. Para que o processo seja eficiente, é fundamental contar a avaliação de um tricologista que diagnosticará o problema capilar, indicará o melhor composto oleoso e dará dicas de como usá-lo para obter o máximo de benefício.

E você, gostou desse conteúdo? Então, não deixe de assinar nossa newsletter para ficar por dentro das nossas novidades!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This