pele ressecada no frio pele ressecada no frio

4 dicas essenciais para evitar pele ressecada no frio

3 minutos para ler

Chega o inverno e nossa rotina muda completamente: é tempo de se agasalhar melhor, mudar as atividades de lazer e aproveitar as comidas típicas da estação. No entanto, também é preciso tomar alguns cuidados adicionais para manter a saúde, um dos principais exemplos é a pele ressecada no frio.

Além de a umidade do ar cair, é comum que nossa hidratação também reduza no inverno. Todos esses fatores contribuem para deixar a pele mais seca, predispondo a alergias e dermatoses. Caso você sofra com elas, o cuidado com a pele é essencial.

A seguir, destacamos 4 dicas essenciais para manter a pele hidratada e sadia durante o frio. Continue lendo para saber mais!

1. Mantenha a sua hidratação

Um dos principais fatores que contribuem para a desidratação da pele é justamente a baixa ingesta hídrica: durante o calor, tendemos a consumir água não apenas pela sede, mas também para regular nossa temperatura corporal. Além disso, perdemos constantemente água pelo suor, e precisamos repô-la. No inverno, não temos esses estímulos adicionais.

Por isso, é importante estar alerta e manter as mesmas orientações de outros meses do ano. Tenha sempre uma garrafa d’água por perto e adquira o hábito de se hidratar constantemente. Prefira água de côco, sucos naturais e bebidas não industrializadas.

2. Passe o filtro solar

Não é apenas durante o verão que precisamos do filtro solar. Embora no inverno tenhamos menos riscos de queimaduras, nossa pele ainda está em contato com os raios ultravioleta, que não são completamente filtrados pelas nuvens. Isso acelera o envelhecimento da pele e auxilia na sua desidratação — e, por isso, devemos manter o hábito de passar o filtro solar diariamente, mesmo no inverno.

3. Evite banhos quentes

Convenhamos, um banho quente é muito reconfortante após um dia inteiro fora de casa, especialmente durante o frio. No entanto, ele pode ser danoso tanto para a pele quanto para o cabelo. A água quente reduz diretamente a proteção natural de nossa pele, que se chama manto hidrolipídico, acelerando a desidratação e facilitando a entrada de germes patológicos e dermatites de contato.

No entanto, banhos frios também não são adequados no inverno. O ideal é que a temperatura da água seja moderada, para auxiliar no aquecimento do corpo e, ao mesmo tempo, manter a sua hidratação. Sem exageros. Evite o uso de sabonetes muito adstringentes e nunca use bucha vegetal.

4. Recorra ao hidratante

Em alguns casos, as medidas rotineiras não são suficientes para impedir o ressecamento da pele. Nessa hora, podemos recorrer aos hidratantes, que repõe parcialmente o manto hidrolipídico. O tipo de hidratante ideal varia conforme o caso, mas, geralmente, é preferível que ele não tenha cheiro ou substâncias potencialmente alergênicas. Consulte sua dermatologista para saber qual o ideal para você. Hidratantes para a face são bem diferentes dos hidratantes de corpo.

Durante o inverno, é importante tomar um cuidado especial com a pele. Tanto a temperatura mais baixa quanto hábitos diários podem deixá-la desidratada e propensa a alergias e dermatoses. Com algumas dicas práticas, é possível minimizar os efeitos da pele ressecada no frio e melhorar sua saúde.

Além dos cuidados que mencionamos, cuidar da alimentação é essencial. Conheça 3 ativos naturais para o cabelo e deixe suas mechas hidratadas durante o inverno!

Posts relacionados
Share This