Quais remédios ideais para queda de cabelo?

7 minutos para ler

A queda de cabelo é um problema que mexe com a autoestima das pessoas, principalmente das mulheres. Afinal, os cabelos são importantes para nossa imagem e identidade de grupo. Por isso, conhecer os principais usos de remédio para queda de cabelo é essencial, nesse caso.

Existem diversas causas para a queda ativa dos fios. Por isso, sempre que notar uma quantidade elevada de perda de fios ou rarefação dos mesmos, é essencial procurar um dermatologista para averiguar se é mesmo calvície e qual o tratamento.

Felizmente, existem muitos remédios para queda de cabelos e, com certeza, você conseguirá manter os seus fios! Neste post, vamos abordar alguns desses medicamentos. Tem curiosidade nesse assunto? Então acompanhe o conteúdo a seguir!

O eflúvio telógeno e as suas causas

Um dos principais tipos de queda de cabelo se chama eflúvio telógeno. Ela é reversível, porém requer cuidados dermatológicos, pois é aquela que causa o maior impacto na qualidade de vida e na autoestima. O eflúvio telógeno ocorre quando os fios entram, antecipadamente, na fase de queda, conhecida como telógena. Isso faz com que eles caiam de diversas regiões do couro cabeludo, mas principalmente na periferia, dando um aspecto de piora das “entradas”.

As causas podem ser muitas, mas os principais motivos são por problemas fisiológicos ou estresse. A condição pode acometer qualquer ser humano em qualquer fase da vida.

Por exemplo, durante a gravidez, há uma maior circulação de hormônios estrógenos e prostágenos, acarretando no prolongamento da fase anágena, que é quando os fios crescem e engrossam, fazendo com que eles não entrem na fase de repouso e queda.

Após o parto, porém, o estímulo provocado pelos hormônios termina e os fios entram rapidamente na fase telógena. A queda de cabelo após o parto tem duração média de 2 a 3 meses. Outra causa de eflúvio telógeno pode ser um desequilíbrio hormonal, provocando uma disfunção na tireoide, que reflete na perda de cabelo.

Outras causas são uso de medicamentos, a retirada abrupta de medicamentos, a falta de vitaminas e minerais, infecções e doenças auto imunes, febre alta e restrições alimentares rigorosas.

A importância de se consultar um profissional

Ao notar a presença desse sintoma (queda de cabelo), é muito importante consultar um profissional especializado no assunto, a fim de receber o diagnóstico correto e iniciar o tratamento mais adequado.

O médico com formação especial nesse assunto é o dermatologista, mais especificamente um tricologista (área da dermatologia especializada nos cabelos). Depois de analisar as queixas, o profissional solicita os exames adequados e executa o exame físico, inclusive tricoscopia digital.

Conhecendo as suas origens, é muito mais simples corrigir ou amenizar a queda de cabelo. Dessa maneira, o paciente consegue restabelecer a sua autoestima, com a certeza de que a sua saúde está recebendo a atenção necessária.

Os cuidados importantes para a saúde capilar

A saúde capilar é o resultado de um bom funcionamento do corpo. Por isso, ter uma rotina saudável, incluindo uma boa alimentação, hidratação, prática de exercícios físicos, entre outras ações, são passos fundamentais para manter os seus fios impecáveis.

Além disso, você pode adotar alguns hábitos para manter os seus cabelos saudáveis e livres de queda. São eles:

  • evite lavar os fios com água excessivamente quente; prefira uma temperatura amena, mesmo nos dias de inverno;
  • não passe o condicionador ou creme de tratamento na raiz — eles devem ser aplicados apenas na extensão dos fios; caso contrário, podem piorar o microbioma do couro cabeludo e aumentar a possibilidade de queda;
  • use produtos de confiança, com selos de verificação e evite misturar tratamentos químicos;
  • aposte em protetores térmicos quando for usar secadores ou pranchas de alisamento; não garantem proteção mas diminuem a agressão causada pelo excesso de calor.
  • crie um cronograma capilar de acordo com o seu tipo de cabelo.

Os responsáveis por ajudar a prevenir a queda de cabelos

O primeiro passo para tratar a perda é descobrir qual a sua causa com o dermatologista. Feito isso, existem algumas vitaminas que podem auxiliar o processo. Veja, a seguir quais são elas — mas, não se esqueça, antes de tomar suplementos vendidos em farmácias, como mencionado, sempre consulte um médico!

Biotina

A biotina é uma vitamina do complexo B, que age diretamente na construção dos tecidos. Ela é responsável pela hidratação da pele e pelo fortalecimento dos cabelos e unhas. O corpo humano, porém, não é capaz de armazenar essa substância em grande quantidade, por isso, ela precisa ser reposta diariamente, pois seu excesso é eliminado pela urina.

O uso desse tipo de suplemento pode ser ainda mais eficiente se acompanhado da ingestão de alimentos ricos dessa substância. Alguns exemplos deles são: avelã, amêndoa, amendoim e noz picada.

Vitamina D

A vitamina D trabalha criando novos folículos pilosos, que são os poros pelos quais os cabelos crescem, e também reativando aqueles que estão dormentes. A maior fonte dessa vitamina é obtida por meio da exposição do couro cabeludo ao sol.

Essas mesmas estruturas, que são criadas pela vitamina D, são receptores de luz solar. A vitamina, por sua vez, entra, por meio do couro cabeludo, na corrente sanguínea, abastecendo todo o corpo.

Muitas pessoas, com medo do câncer de pele, não se expõem o suficiente ao sol. Por isso, na grande maioria das vezes, o médico pode recomendar que se tome a vitamina D como forma de suplemento. Alguns alimentos que podem fornecer essa substância são atum, salmão, gema de ovo, queijos, leite e fígado.

Zinco

O zinco atua diretamente no couro cabeludo, promovendo um crescimento saudável dos fios e melhorando o controle de queda. Além disso, esse mineral previne algumas doenças no couro cabeludo, como a caspa e a seborreia.

Manter uma dieta rica em alimentos como gema de ovo, fígado e nozes, que são ótimas fontes de zinco, é um dos fatores essenciais para a beleza e saúde dos cabelos.

Ferro

O ferro é importante para os cabelos pois ele ajuda na circulação sanguínea, fazendo com que o oxigênio chegue a todas as células, inclusive naquelas responsáveis pelo couro cabeludo, que fazem os cabelos crescerem.

Além de tomar um suplemento de ferro, alguns alimentos podem aumentar o nível da substância no corpo. Alguns deles são o feijão, a carne, a salsinha e o agrião.

Antioxidantes orais

Além de vitaminas e nutrientes, você pode apostar também em antioxidantes orais para reduzir a queda de fios ou resolver, de uma vez por todas, esse problema. Os dois compostos mais indicados para esses casos são a PQQ e o resveratrol.

A PQQ, chamada também de Pirroloquinolina Quinona, é um dos produtos mais potentes e pode ser encontrado em alimentos como o kiwi ou no próprio leite materno. Ela faz parte do complexo B e atua na neutralização de radicais livres, por isso, é considerada uma antioxidante oral.

No âmbito capilar o seu efeito é benéfico, tendo como função a redução dos efeitos da idade, como a calvície e os tão temidos cabelos brancos.

Já o resveratrol é um suplemento que pode ser encontrado em farmácias ou como composto de alguns alimentos, como ostras, nozes, uvas, vinho, mirtilos e, até mesmo, chocolates. Suas ações antioxidantes ajudam a manter as células jovens e fortes, consequentemente, deixando a pele, a unha e os cabelos muito mais bonitos.

Agora que você conhece os principais suplementos para manter a sua saúde capilar, resta apenas reforçar a importância de manter os cuidados e encontrar o remédio para queda de cabelo mais adequado para o seu quadro. Portanto, não deixe de ir em busca de um profissional devidamente preparado para instruí-lo da melhor maneira.

Curtiu este post? Então aproveite para curtir também a nossa página do Facebook e ficar cada vez mais atualizado!

Posts relacionados

2 thoughts on “Quais remédios ideais para queda de cabelo?

  1. Olá Boa tarde
    Desculpe mais já cansei de tantos Dermatos e nenhum deu jeito na queda de cabelo.
    Tenho couro cabeludo extremamente seco, com muita coceira que só é diminuída quando e pinto, a coloração acaba me ajudando.
    Não tenho escamacao, tenho muito cabelo branco

Deixe uma resposta

Share This