dsc_0013

Queda de cabelo? Isso merece uma consulta com especialista!

Existem inúmeras causas de queda de cabelos

. É muito comum na atualidade as pessoas serem tratadas de maneira igual para doenças de cabelo que são diferentes. Cada paciente e cada cabelo são únicos. E como em qualquer outra especialidade médica o sucesso do tratamento depende diretamente de um diagnóstico acurado.

Para conseguirmos isso iniciamos nossa consulta com uma entrevista completa. O paciente é perguntado sobre hábitos de vida e alimentação, medicamentos de uso contínuo, cuidados com os fios, história pessoal e familiar, doenças de pele e unhas, etc.

O segundo passo compreende o exame físico da haste do cabelo, da raíz e do couro cabeludo, além das unhas e da pele como um todo. É importante verificarmos a homogeneidade dos fios, o tamanho e a cor, assim como a forma e a textura. As raízes podem ser avaliadas através do teste de tração, que é um pequeno “puxão” dos fios. Dessa maneira conseguimos mensurar a força e o formato das mesmas. No couro cabeludo não podemos deixar de observar áreas desnudas, com descamação, vermelhidão ou escoriações, além da presença de cicatrizes.

E para completar, utilizamos a tricoscopia digital, que pode ser feita pelo fotofinder ou pelo handyscope (acoplado ao iphone).

A tricoscopia otimiza a visualização do aparato capilar (fios, raízes e couro cabeludo) através da ampliação das imagens e de registros fotográficos. Isso permite um diagnóstico mais confiável.

Nós sabemos que os cabelos, a pele e as unhas são reflexo do que está acontecendo dentro do corpo. por isso solicitamos de rotina exames de sangue. Esses exames são necessários para mostrar o perfil hormonal, metabólico e nutricional de cada um.

Na minoria dos pacientes é necessário lançar mão de outros recursos propedêuticos como biópsia do couro cabeludo, exame micológico (micoses), microscopia eletrônica do fio ou imunofluorescência.

Depois desse processo é possível determinar o diagnóstico capilar e definir (junto com o paciente) um programa de tratamento.

Comments (1)

  1. Gostei muito do que você escreveu, obrigado por compartilha esse ótimo conteudo, continue escrevendo artigos ótimos como esse, muitissimo obrigado. Deus te abençõe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação