Saiba o que faz e o que perguntar a um médico tricologista!

4 minutos para ler

A tricologia é um ramo da dermatologia que une a medicina e a estética no tratamento de problemas relativos aos cabelos. Existem muitas causas associadas às doenças capilares. E para cada doença há um tratamento específico.

Como todo segmento da medicina, existe um profissional especializado. Nesse caso o médico dermatologista tricologista. Neste post, você entenderá melhor o assunto.

O que faz um médico tricologista?

Esse especialista está habilitado para tratar doenças e outras disfunções capilares oriundas de desequilíbrios hormonais, deficiências vitamínicas, doenças auto imunes, produtos químicos, etc… O tricologista avalia completamente a saúde do paciente, diagnostica seu problema e indica o tratamento adequado para cada situação. Além disso reavalia e conclui se o resultado foi positivo e deve ser mantido.

Mas, ao procurar um médico com essa expertise, quais são as perguntas mais relevantes a serem feitas? A seguir, incluímos algumas das mais frequentes!

Como identificar se a queda de cabelo está em um estágio preocupante?

De acordo com a dermatologista Leyre Aguado, do Hospital Universitário de Navarra, o cabelo está em constante renovação e cada fio se encontra em um estágio diferente: alguns estão caindo, outros estabilizados ou, ainda, em crescimento. É um processo fisiológico e não é simultâneo no couro cabeludo todo.

Muitas pessoas se sentem angustiadas quando percebem uma queda de cabelo mais acentuada, porém nem sempre isso é sinal de calvície iminente ou outra doença capilar ou sistêmica.

Em média, perdemos entre 50 a 100 fios todos os dias. Esse número é muito subjetivo. Mas quando a queda é preocupante?

Normalmente, uma escova cheia de fios funciona como alerta, principalmente para as mulheres. Outro sinal é a fronha do travesseiro com grande quantidade de fios e o ralo do banheiro durante a lavagem.

No entanto, o fator realmente preocupante está na imagem e não necessariamente no volume. Portanto, se a densidade de cabelo presente no couro cabeludo estiver menor e a luz reflete no couro cabeludo, é hora de se preocupar.

Contudo nada impede que você se antecipe e procure um especialista, caso sinta muito incômodo com o volume de fios presente na escova, na fronha ou durante o banho. A ansiedade em perder os fios já é motivo para se consultar.

A queda de cabelo é reversível?

Essa é uma das dúvidas mais alarmantes, porém não é um motivo para excesso de preocupações, uma vez que a queda é reversível em qualquer idade. No entanto, o bulbo capilar precisa estar intacto, assim, as possíveis soluções podem ser encontradas no tratamento a laser de baixa penetração e de infusão transiônica. São técnicas que viabilizam a aplicação de substâncias capazes de ativar o bulbo dispensando o uso de agulhas.

Como é realizado o tratamento para calvície?

Considerando que a queda de cabelo não é o diagnóstico, e sim um sintoma, ao receber o paciente, o médico tricologista faz uma investigação por meio de anamnese (histórico da pessoa por meio de perguntas), além de uma avaliação no couro cabeludo.

Em seguida, solicita exames de acordo com as informações colhidas e a análise inicial do aspecto do cabelo. Os exames de sangue e a tricoscopia são obrigatórios. Eventualmente solicitamos tricograma e a biópsia. É importante esclarecer que apenas a administração de vitaminas não é suficiente, já que isso raramente trata a causa da queda dos fios.

Assim, com os resultados em mãos, é possível indicar o tratamento ideal para o problema detectado. Geralmente, o médico faz um cronograma capilar, adotando medicações tópicas (no local) e medicação oral. No entanto, existem técnicas que utilizam laser, além de cirurgias para casos específicos.

Além do tratamento médico, saliento a importância de se optar por uma alimentação balanceada e algumas mudanças de hábito de acordo com cada caso, o que pode incluir atividades para aliviar o estresse.

É indispensável que o paciente seja disciplinado e colabore com as recomendações do especialista, já que o sucesso do tratamento depende de um conjunto de ações, e não apenas da aplicação de um medicamento ou procedimento.

De acordo com as informações trazidas neste post, foi possível perceber que o papel do médico ticologista é essencial? Trata-se de um trabalho minucioso e cauteloso e só um especialista pode fornecer o diagnóstico correto.

Suas dúvidas foram sanadas? Se quiser saber mais sobre tratamento de problemas envolvendo queda de cabelo, entre em contato. Estou sempre disposto a ajudar!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This