tecnica-low-poo-e-no-pow-entenda-as-diferencas-e-como-fazer.jpeg

Técnica low poo e no pow: entenda as diferenças e como fazer!

Uma pesquisa publicada pela Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação) aponta que desde 2017 as buscas no Google sobre cabelo cacheado cresceram consideravelmente, tendo em vista que muitas mulheres estão optando pela transição capilar.

Soma-se a isso o fato de que atualmente há um movimento de solidariedade para ter e cuidar de cabelos cacheados, aspecto divulgado em um estudo da Universidade Federal de Sergipe, é possível observar um aumento de métodos de cuidados com os cachos.

Você já ouviu falar na técnica low poo e no poo? Neste post separei as melhores informações para você ter cabelos mais saudáveis. Confira!

Qual a diferença entre a técnica low poo e a no pow?

As técnicas foram desenvolvidas pela estadunidense Lorraine Massey e consistem na lavagem capilar sem shampoo (no poo) ou com pouco shampoo (low poo). Elas utilizam de produtos menos agressivos para cuidar dos cabelos, evitando aqueles que possuem ingredientes que se acumulem nos fios.

A diferença baseia-se na quantidade de substâncias permitidas. Enquanto o no poo impede o uso de produtos como sulfatos, petrolatos e silicones insolúveis, permitindo apenas o uso de silicones solúveis em água, o low poo bane o uso de sulfatos fortes e petrolatos, mas permite o uso de silicones insolúveis, visto que a retirada deles dos fios é realizada com o uso de shampoos sem sulfatos.

Adotando uma das técnicas, você garante mais vitalidade às madeixas, deixando-as fortes e brilhosas. Para escolher a sua, o ideal é agendar uma consulta com um dermatologista capilar, para encontrarem, juntos, uma solução que melhore o seu cabelo.

Por que elas ajudam a hidratar os fios?

É comum encontrar pessoas incomodadas com a caspa e a oleosidade natural do cabelo. Para suprir esse problema, a indústria de cosméticos investiu em produtos com sulfatos fortes. Entretanto, esses agentes agridem as madeixas, deixando os cabelos não tão saudáveis quanto deveriam.

Por outro lado, os petrolatos deixam o cabelo com a falsa impressão de maciez e brilho, pois atuam apenas como uma espécie de “maquiagem”. Em outras palavras, eles melhoram a aparência dos fios no momento em que são utilizados, mas não tratam o cabelo efetivamente.

Assim, evitando o uso desses ingredientes, você garante a beleza dos fios e não acumula resíduos que impedem que os agentes hidratantes ou nutritivos utilizados em tratamentos capilares façam efeito.

Abaixo, selecionei algumas substâncias proibidas para as técnicas:

  • Sodium laureth sulfate;
  • Sodium lauryl sulfate;
  • óleo mineral;
  • parafina líquida;
  • isoparafina;
  • vaselina;
  • hidrogenated polysobutene;
  • dodecano;

Quais são seus benefícios?

Além de permitir que a hidratação natural, as técnicas trazem diversos benefícios, como a definição dos cachos, pois ajuda na modelagem dos fios por meio da diminuição do ressecamento.

Entretanto, quem possui cabelos lisos (tanto natural quanto alisados) ou ondulados também se beneficia das técnicas, pois os fios ficam mais soltos e bem cuidados.

Como elas são realizadas?

Para iniciar as técnicas, é necessário fazer uma primeira lavagem com um shampoo com sulfato e sem petrolatos para remover os resíduos acumulados anteriormente. É importante também lavar os itens que você usa nos cabelos, como pentes, escovas de cabelos e presilhas.

Tenha em mente que é possível deixar o couro cabeludo limpo e saudável, sem precisar utilizar produtos agressivos e adstringentes. Para a lavagem dos fios na técnica de no poo, geralmente é realizada o método co-wash (lavagem com condicionador). Alguns deles possuem substâncias limpantes, que podem substituir o uso do shampoo, desde que sejam evitados os produtos proibidos pela técnica.

Já os praticantes da técnica low poo utilizam um shampoo sem sulfatos ou com sulfatos leves. Eles podem utilizar o método de co-wash eventualmente, mas não podem abrir mão de usar o shampoo, visto que o low poo permite o uso de ingredientes que não são retirados apenas com o co-wash.

Por fim, é necessário parar de fazer uso de substâncias proibidas pelas técnicas (condicionadores, cremes de pentear e de tratamentos, colorações, etc), verificando os rótulos dos produtos. Se após o início da técnica escolhida você fizer o uso de algum produto proibido, reiniciar a técnica fazendo uma nova lavagem com shampoo com sulfato e sem petrolatos.

E então, gostou do artigo? O que acha de conhecer um pouco mais sobre os cuidados com cabelo cacheado? Veja o nosso post e boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação