transplante-capilar-o-que-e-como-funciona-e-quem-pode-fazer.jpeg

Transplante capilar: o que é, como funciona e quem pode fazer?

O cuidado com a aparência é essencial na manutenção da autoestima. Sabemos como a imagem influencia nos nossos relacionamentos pessoais e profissionais. No entanto, o cuidado excessivo pode ser encarado de maneira patológica quando o indivíduo tenta se adequar aos padrões da sociedade a qualquer custo.   

A perda dos cabelos é fato que gera muito desconforto, tanto nas mulheres quanto nos homens. A percepção de que os cabelos estão ficando finos e rarefeitos é motivo frequente de insegurança: “Será que vou ficar careca?”

Para auxiliar nessa busca de uma aparência mais agradável existem tratamentos médicos específicos, dentre eles o implante capilar. Sabe como funciona esse procedimento? Então, confira as principais informações que você precisa saber!

O que é transplante capilar?

É um tratamento médico-cirúrgico que visa à recuperação da densidade capilar, conferindo melhor conforto estético aos portadores de alopecia androgenética.

O transplante capilar foi desenvolvido pelo dermatologista norte-americano Dr. Norman Orentreich, em 1952. Após suas observações de que na calvície masculina os pacientes, mesmo em idade avançada, permaneciam com cabelos resistentes à queda nas regiões laterais e posterior do couro cabeludo, surgiu a ideia de transplantá-los para as regiões calvas.

Qual não foi a surpresa ao se perceber que esses cabelos, quando implantados nas áreas calvas, voltavam a crescer e não mais caíam, permanecendo nos locais transplantados indefinidamente! 

Surgia aí o transplante capilar, que, apesar de revolucionário para a época, produzia resultados estéticos sofríveis, pois se transplantavam tufos de cabelos que continham até 20 fios cada um e, no final, o que se tinha era um resultado artificial que ficou conhecido como “cabelos de boneca”. 

Ao longo dos anos, as técnicas foram se requintando e o tamanho dos enxertos implantados foi diminuindo, até que nos últimos oito anos temos observado uma verdadeira revolução na área.

Hoje, temos o microtransplante capilar, também conhecido como transplante de unidades foliculares, o qual apresenta resultados estéticos bastante naturais e imperceptíveis.

Para quem é indicado esse procedimento?   

Homens e mulheres podem se submeter a uma cirurgia de transplante capilar. Cada caso deve ser analisado por um cirurgião dermatológico de acordo com a necessidade e as expectativas. As contraindicações clínicas são as mesmas das cirurgias convencionais, uma vez que os pacientes são submetidos a sedação. As mulheres quase nunca podem se submeter ao transplante capilar por falta de área doadora. 

Quais são as técnicas disponíveis?

Isso vai depender do contexto de queda de cabelo que cada pessoa enfrenta, por isso a realização de todo o procedimento é conforme o que homens e mulheres julgam necessário.

Os dermatologistas costumam indicar depois dos 25 anos, caso haja ocorrência de queda, e tanto homens quanto mulheres são instruídos antes sobre alguns procedimentos.

Existe a técnica convencional, chamada de FUT (Folicular Unit Transplantation ou Strip Sugery), que consiste em realizar o procedimento com corte utilizando os métodos de fios curtos ou de fios longos. E existe a técnica FUE.

Recentemente o robô ARTAS tem assumido o papel do cirurgião no momento da remoção dos fios e proporcionado melhores resultados. No brasil o ARTAS é encontrado em Brasília e em Belo horizonte na Clínica Regis, de propriedade do Dr José Rogério Regis. 

Além disso, também existe a técnica híbrida (FUT  e FUE no mesmo tempo cirúrgico) que permite atingir o incrível número de 3.000-4.000 unidades foliculares, ou seja, proporciona o que há de melhor em cirurgia de transplante capilar

Já a técnica FUE, não tem o intuito de ser invasiva, diferentemente da FUT. Todavia, se preciso, o paciente pode realizar exames pré-operatórios e demais avaliações feitas pela equipe médica. O processo será feito com anestesia local e pequena sedação, portanto sem dores.

É interessante deixar claro que ainda não é possível implantar fios de uma pessoa para outra, o que configura um transplante heterólogo, pela rejeição do tecido capilar.

Os valores da cirurgia estão entre R$ 7-42 mil reais, dependendo do tamanho do problema, sendo que os resultados aparecem melhor em 6-12 meses após a cirurgia. Hoje os resultados estéticos são impecáveis e extremamente naturais, desde que a cirurgia seja performada por cirurgião dermatológico experiente. 

Agora, que você já está por dentro de todas as principais informações acerca do implante capilar, não perca a oportunidade e assine a nossa newsletter para ficar de olho em todas as novidades sobre dermatologia e tratamentos capilares! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação