tricotilomania-quais-sao-as-causas-sintomas-e-tratamentos-recomendados.jpeg

Tricotilomania: quais são as causas, sintomas e tratamentos recomendados?

Quem nunca arrancou um “cabelinho estranho” do couro cabeludo??? kkkkk

Mas puxar os fios durante horas, seja da cabeça, das sobrancelhas ou dos cílios, até que a região fique “pelada” já é demais. Do que estamos falando? Da tricotilomania.

Se você sofre com isso ou conhece alguém que você desconfia estar passando por essa situação, conheça mais sobre esse distúrbio:

Quais sintomas são comuns para que eu detecte a Tricotilomania?

Há alguns sinais que podem mostrar a presença dessa mania:

  • repetidos puxões no cabelo
  • arrancar os pelos como uma maneira de eliminar a tensão que está sentindo;
  • sentir prazer e alívio após extrair os cabelos;
  • ter problemas de autoestima e na aparência;
  • reagir negativamente quando alguém fala sobre o hábito;
  • mexer nos cabelos de forma excessiva;
  • comer ou morder os fios, passá-lo entre os dentes ou utilizar outras formas de brincar com os cabelos e a boca.
  • ansiedade em algumas áreas da vida e profissão

Por que eu tenho a mania de arrancar os cabelos?

É primordial ressaltar que alguns usam esse impulso como uma forma de se auto mutilar, o que requer atenção especial sobre o motivo que está causando tudo isso.

Com certeza a tricotilomania passa pela vertente psicológica… um sentimento repetido de prazer e alívio que se repete a cada fio arrancado.

Além disso, o distúrbio está ligado a algumas patologias, como a depressão, o transtorno obsessivo compulsivo (TOC) e principalmente a ansiedade. Nesse contexto, a tricoltilomania seria um dos sintomas de uma síndrome maior que exige tratamento psiquiátrico. 

 

Como tratar essa mania de puxar os cabelos compulsivamente?

Devemos sempre buscar a causa de base e ir literalmente direto na “raíz” do problema. . Geralmente a causa é um desajuste emocional. Por isso, é esse fator que deve ser detectado e tratado.

Mas nem todos sabem o que está originando a mania, certo? E as recomendações são terapias (comportamental, familiar ou de apoio) para que a pessoa perceba os motivos que estão fazendo com que ela se agrida dessa maneira.

Além disso, medicações para diminuir ou sanar a depressão, reduzir a ansiedade e o estresse também são formas de tratar o malefício.

Esse hábito não tem idade e nem gênero, portanto, ao detectar os sintomas ou percebê-los em alguém, é necessária a ajuda médica o quanto antes. Dermatologistas, clínicos gerais e psiquiatras são as especialidades indicadas, pois conseguirão examinar e diagnosticar de forma correta se a pessoa possui ou não essa mania.

dermatologista pode, além disso, indicar os tratamentos corretos para que ocorra a repilação mais precoce. 

Isso, aliado ao acompanhamento terapêutico, devolverá a autoestima e a autoconfiança de quem não quer mais ter sua aparência afetada pela Tricotilomania. E, a partir de então, é só levar a vida da melhor maneira possível!

Você tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Quer deixar a sua opinião ou testemunho para a gente? Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação